ALIMENTE SEU CONHECIMENTO - FÓRUM DE INFORMAÇÕES E NOTÍCIAS RELACIONADAS A ALIMENTOS E SEUS FABRICANTES


Alguém já?

Compartilhe
avatar
Mazikamno

Mensagens : 232
Data de inscrição : 23/09/2014

Alguém já?

Mensagem por Mazikamno em Sab Nov 01, 2014 10:56 pm

Alguém já entrou tanto em um raciocínio que no final das contas ficou em pânico? Sem drogas, hehe

Eu já tive pensamentos assim, geralmente deitava em minha cama e lá de maneira despretensiosa começava a pensar sobre o mundo, o universo, a existência, e a partir daí o raciocínio ia se desenvolvendo, associando, até que chegava a uma espécie de beco sem saída para a mente e a razão, aí o bicho pegava.

Quando eu me dava conta eu estava vivenciando totalmente aquele raciocínio, então um sentimento de pavor surgia, pois eu estava de cara com o inexplicável, a mente entrava em parafuso, uma sensação de pavor total, beirando a loucura. Com medo, a adrenalina subia e pra eu não ficar naquele pensamento, eu praticamente saltava da cama e tentava desvirtuar o foco, pensando: "está tudo bem agora, o mundo é bom, tudo tem um propósito, Deus, existimos, e coisas do tipo. Usava destas vários "confortos" para me acalmar e tentar conter a força daquele pensamento que parecia ser super real e angustiante.

Como falei, sem drogas. Seria fácil eu falar aqui como se desenvolveu o raciocínio, mas a maioria não conseguiria sentir. E ainda iria me dizer, "isso é óbvio! Pensei e não senti nada!". Eu mesmo, se pensar neste momento não conseguirei atingir a meta. O que acontecia é que além do pensar, eu sentia, quando eu me dava por conta eu estava lá, entrando em parafuso e quase tendo um treco.

Alguém já passou por algo semelhante?
avatar
Crixus

Mensagens : 335
Data de inscrição : 13/08/2014

Re: Alguém já?

Mensagem por Crixus em Sab Nov 01, 2014 11:03 pm

avatar
Mazikamno

Mensagens : 232
Data de inscrição : 23/09/2014

Re: Alguém já?

Mensagem por Mazikamno em Sab Nov 01, 2014 11:07 pm

hahaha, sacanagem.
avatar
Tandra
Admin

Mensagens : 529
Data de inscrição : 08/08/2014
Idade : 27

Re: Alguém já?

Mensagem por Tandra em Sab Nov 01, 2014 11:14 pm

hhahahahahahahahahaha... troll

Mazi isso acontece comigo e muito. minha cama fica perto da janela e dela eu consigo ver o ceu (astronomia e música, principalmente erudita, são as unicas coisas que conseguem me fazer desconectar do mundo e começar a viajar em uma porrada de teorias). Eu sou apaixonada por astronomia e eu viajo nas teorias que busco pela internet. Teve uma vez mesmo que li sobre a teoria do tempo, eu entrei numa pilha na hora de dormir pensando em mil e uma possibilidades e ai nisso a cabeça da gente viaja né, comecei a pensar nos planetas, galáxia, várias galáxias, vida fora da terra, marte, venus, pandora, prometheus kkkkkkkkk... e assim foi que eu consegui criar o nome para o meu livro "As luas de vênus" vênus não tem lua, mas, tem todo um signifcado para eu por esse nome. E o melhor não tem dorgas no meio.


_________________
Dalla Riva Consultoria de alimentos. Nossas Soluções em consultoria.
Acesse: www.dallariva.com.br 
avatar
Borg
Admin

Mensagens : 770
Data de inscrição : 08/08/2014

Re: Alguém já?

Mensagem por Borg em Sab Nov 01, 2014 11:19 pm

Esse povo aí.... sei não, hein....



KKKKKKKKKKKKKKKK
avatar
morpheus

Mensagens : 276
Data de inscrição : 29/09/2014

Re: Alguém já?

Mensagem por morpheus em Sab Nov 01, 2014 11:24 pm

Cara pensei que fosse só eu kkkkkkkkkkkkkk

eu viajo em um monte de coisa dependendo do meu humor e estado de espirito eu penso coisas ruins e coisas boas. As vezes quando as coisas são ruins eu me foco tanto nelas que começo a pensar em atrocidade macabras mesmo e depois tenho que fazer de tudo para parar de pensar nelas. hahahaha. Pensei que eu fosse o único louco. Ja vi que não.
avatar
victor andrade

Mensagens : 352
Data de inscrição : 02/10/2014

Re: Alguém já?

Mensagem por victor andrade em Sab Nov 01, 2014 11:30 pm

kkkkkkkkkkkkkkk Só tem louco nessa porra
avatar
coltmiller

Mensagens : 131
Data de inscrição : 21/08/2014

Re: Alguém já?

Mensagem por coltmiller em Dom Nov 02, 2014 12:20 am

E quem nunca se perdeu em meio aos seus pensamentos?  Isso é de todo mundo,  uns se afetam mais com isso como a tandra e o mazikmno, mas todos têm disso.
avatar
Poseidon

Mensagens : 325
Data de inscrição : 19/09/2014

Re: Alguém já?

Mensagem por Poseidon em Dom Nov 02, 2014 9:31 am

kkkkkkkkkkkkkkkkk dorgas mano dorgas

agora falando sério, pensar é natural do ser humano se vc não faz isso desconfie vc pode ser um quadrupede e não sabe. So que não é não simples assim, não são todos que param para raciocinar, pensar na vida, viajar, delirar, devanear, enfim. E quanto mais vc faz isso mais vc se distancia daqueles reles mortais que não sabem apreciar o poder do nosso pensamento. Passamos a ver as coisas de outro jeito. Isso é evolução. Estabelecer um ponto de reflexão é constante consigo mesmo é uma arte.


_________________
O riso é a última fronteira
avatar
Cachorro Louco

Mensagens : 186
Data de inscrição : 16/10/2014

Re: Alguém já?

Mensagem por Cachorro Louco em Dom Nov 02, 2014 10:06 am

Me sinto extremamente aliviado de ver que vcs são tão loucos (ou tão normais, depende do ponto de vista) como eu. Eu tenho isso direito. Eu sou meio que obrigado a ter esses devaneios, faço faculdade de comunicação esse lado meio aloprado tem que fluir bem senão não consigo criar nada. Uma constatação que tive, até vendo por alguns colegas de curso e professores é que quem tem essa predisposição a pensar mais, se deixar levar por um raciocínio que muitas vezes é viajem pura tem muito mais facilidade a dentre outras coisas, mentir, conseguem mentir com extrema facilidade e até criar detalhes que façam com o que sua mentira se torne real, não estou dizendo que são mentirosos, mas, quando querem, conseguem fazer uma mentira ser facilmente passada por uma verdade. Uma segunda constatação que vem atrelada a mentira, mas, que não necessariamente é uma, é que pessoas assim tem uma facilidade gigantesca pra criar, pois desenvolvem a mente para isso. Isso que vcs citaram makizamno, tandra e morpheus me corrijam se eu estiver errado, mas, tenho certeza que vcs tem muita facilidade para criação e seriam ótimos marqueteiros, publicitários e afins. Uma prova disso é que a tandra esta fazendo um livro que diga-se de passagem o nome "as luas de venus" foi uma ótima pegada (digna de uma verdadeira marqueteira, vc tem certeza que nunca quis fazer marketing tandra???) um nome insinuante, sensual, chamativo e que dá muita vontade de ler o livro mesmo sem saber a sinopse.
Enfim... e quem nunca já? rs
avatar
Laerte

Mensagens : 257
Data de inscrição : 11/10/2014

Re: Alguém já?

Mensagem por Laerte em Dom Nov 02, 2014 12:21 pm

Eu já. Quem nao já? Rsrs. E falo mais piora com o tempo
avatar
Mazikamno

Mensagens : 232
Data de inscrição : 23/09/2014

Re: Alguém já?

Mensagem por Mazikamno em Dom Nov 02, 2014 3:10 pm

kkkkkkkkkk todo mundo já!!!
Não sei por que ninguém fala nisso. Já busquei pessoas para trocar essa ideia, mas quase ninguém quis comentar, nem entender, e agora vejo que aqui tem muita gente, não poderia ser melhor, hehe.

É Tandra, esse livro é pra nós do alidb então! Por que não algumas Luas em Vênus? Deve ser uma loucura, hehe.

O que o morpheus falou, pensamentos macabros, atrocidades, eu também tive, mas foi apenas uma vez, e quando me dei por conta estava totalmente dentro daqueles pensamentos, com uma força enorme me influenciando para fazer besteira. E então tive que fazer todo aquele processo de tirar o foco, etc, etc. Até me assustei comigo mesmo por ter pensado naquilo. Até pensei: "o que foi isso? Quem sou eu?", hehe

E isso me abriu a percepção no sentido de como pode ser o funcionamento da cabeça de cada individuo, de delinquentes, de criminosos, de esquizofrênicos, de pessoas tidas como normais, etc. Pode até explicar o que alguns místicos querem expressar ao dizer "aos olhos de Deus ninguém é culpado". Mas nem vamos entrar nessa questão, se não é capaz de dar briga, hehe

Como o Poseidon falou, nos ajuda evoluir, então por que não nos aprofundar no assunto.
avatar
Tandra
Admin

Mensagens : 529
Data de inscrição : 08/08/2014
Idade : 27

Re: Alguém já?

Mensagem por Tandra em Dom Nov 02, 2014 9:58 pm

kkkkkkkkkkkkkkk o livro é uma historinha clichê. Um romance de época que era proibido enfim, nada demais, aparentemente. Só tenho o primeiro capítulo pronto, já mandei para dois escritores amigos meus, uma delas é da ONU Brasil e manja bem dessas coisas de escrever e tal e eles estão contado como sucesso garantido vamos ver hehehe. O nome do livro... bem... esse não tem como mudar, na minha cabeça de gente que vive em devaneios o nome tem a ver com um romance que so existe na minha mente das luas pastoras dos aneis F de saturno. Kkkkkkkkkkkkkk viagem total.


_________________
Dalla Riva Consultoria de alimentos. Nossas Soluções em consultoria.
Acesse: www.dallariva.com.br 
avatar
Mazikamno

Mensagens : 232
Data de inscrição : 23/09/2014

Re: Alguém já?

Mensagem por Mazikamno em Seg Nov 03, 2014 10:00 am

Tandra escreveu:kkkkkkkkkkkkkkk o livro é uma historinha clichê. Um romance de época que era proibido enfim, nada demais, aparentemente.  Só tenho o primeiro capítulo pronto, já mandei para dois escritores amigos meus, uma delas é da ONU Brasil e manja bem dessas coisas de escrever e tal e eles estão contado como sucesso garantido vamos ver hehehe. O nome do livro... bem... esse não tem como mudar, na minha cabeça de gente que vive em devaneios o nome tem a ver com um romance que so existe na minha mente das luas pastoras dos aneis F de saturno. Kkkkkkkkkkkkkk viagem total.

Mesmo assim já é um livro, e se o pessoal já está enxergando com bons olhos melhor ainda, hehe. Mas essa última frase sua ali, já dá um nozinho na cabeça, hehe

Sobre o tópico, eu não considero esse raciocínio que leva ao pânico, de todo, como um devaneio. Ele pode até começar com um devaneio qualquer, mas no fim você é absorvido e chega a um determinado lugar que nem imaginava que iria chegar, muda a percepção totalmente, e quando você se dá por conta, tem que fazer força pra sair daquilo. É como se existisse uma consciência, uma união do emocional com o intelectual, se sente vivo ali, e ao mesmo tempo apavorado.

O devaneio eu já vejo como uma coisa, que no fim das contas você não chega a lugar nenhum. É como aquela história:

O homem está deitado na frente da lareira e perto da lareira tem um saco com farinha em cima de uma banqueta. Ele começa então olhar para aquela farinha e pensar:

"se eu vender essa farinha, eu vou comprar dois sacos de farinha, e de dois eu farei quatro, e assim serei o maior vendedor de farinhas dessa região, terei minha empresa, vários funcionários, ficarei rico, e me casarei com a mulher dos meus sonhos, terei 5 filhos..." e assim foi o pensamento dele.

No fim, sem querer ele acabou chutando a banqueta onde estava a farinha e toda ela caiu sobre o fogo da lareira. E assim, com apenas um saquinho de farinha, o homem viajou longe, mas nada que mudasse sua percepção. Foi apenas um devaneio do início ao fim.
avatar
Tandra
Admin

Mensagens : 529
Data de inscrição : 08/08/2014
Idade : 27

Re: Alguém já?

Mensagem por Tandra em Seg Nov 03, 2014 10:29 am

Primeiro vou falar desses pensamentos loucos que levam ao pânico,  dps falo do nome do livro.

Eu tenho isso.  Consegui algumas semanas atrás ter acesso a camada 3 da deep web. Eu simplesmente perdi qualquer sinal de fé de que a humanidade tem salvação.  E olha que nao vi nem um um terço.  Tava ate comentando com o borg eu fiquei numa neura, nao tirava coisas ruins que poderiam ocorrer comigo ou com as pessoas que eu amo, e tipo quando eu pensava nisso nao era coisas tipo morrer apenas, era tipo morrer da maneira mais cruel que existe. Nao tenho medo de morrer, mas a ideia de morrer de maneira cruel com tortuta e tal, caraca isso era algo que tomava conta dos meus pensamentos por que sem querer eu começava a imaginar cenas.  Dps quando eu vi a coisa tava seria mesmo eu tentava lutar para tirar da mente esses pensamentos ruins, mas parecia tão difícil,  parecia que tinha uma força se alimentando dos meus maus pensamentos.  Enfim isso durava pouco tempo mas ainda sim era aterrorizante. E dava pânico sim. Felizmente isso nao ocorre com frequência, sao pensamentos esporádicos, mas quando tenho é de arrepiar


_________________
Dalla Riva Consultoria de alimentos. Nossas Soluções em consultoria.
Acesse: www.dallariva.com.br 
avatar
Mazikamno

Mensagens : 232
Data de inscrição : 23/09/2014

Re: Alguém já?

Mensagem por Mazikamno em Seg Nov 03, 2014 10:53 am

É, esses pensamentos macabros, eu só tive uma única vez, mas neste caso era eu que queria fazer o mal, como se estivesse possuído, hahaha. Até me assustei comigo mesmo.

Mas em geral, sem o lado negativo, os pensamentos me levam a algo sem sentido, como a própria vida, então a mente simplesmente busca os arquivos para associar, não encontra nem associação e nem resposta e acaba entrando em parafuso, e o parafuso resulta em pânico.

Enfim, não conto isso como algo para se orgulhar, porque não sei o que significa, e pode muito bem representar algum distúrbio da máquina, principalmente emocional, que é o que controla a maioria destes pensamentos, heheh.
avatar
Borg
Admin

Mensagens : 770
Data de inscrição : 08/08/2014

Re: Alguém já?

Mensagem por Borg em Seg Nov 03, 2014 11:12 am

Vcs estão falando de pensamentos conscientes ou de sonhos??
avatar
Tandra
Admin

Mensagens : 529
Data de inscrição : 08/08/2014
Idade : 27

Re: Alguém já?

Mensagem por Tandra em Seg Nov 03, 2014 11:33 am

Conscientes... aparentemente


_________________
Dalla Riva Consultoria de alimentos. Nossas Soluções em consultoria.
Acesse: www.dallariva.com.br 
avatar
Mazikamno

Mensagens : 232
Data de inscrição : 23/09/2014

Re: Alguém já?

Mensagem por Mazikamno em Seg Nov 03, 2014 11:41 am

Sim, conscientes...
avatar
Laerte

Mensagens : 257
Data de inscrição : 11/10/2014

Re: Alguém já?

Mensagem por Laerte em Seg Nov 03, 2014 2:25 pm

Mazikamno escreveu: Mesmo assim já é um livro, e se o pessoal já está enxergando com bons olhos melhor ainda, hehe. Mas essa última frase sua ali, já dá um nozinho na cabeça, hehe

Sobre o tópico, eu não considero esse raciocínio que leva ao pânico, de todo, como um devaneio. Ele pode até começar com um devaneio qualquer, mas no fim você é absorvido e chega a um determinado lugar que nem imaginava que iria chegar, muda a percepção totalmente, e quando você se dá por conta, tem que fazer força pra sair daquilo. É como se existisse uma consciência, uma união do emocional com o intelectual, se sente vivo ali, e ao mesmo tempo apavorado.

O devaneio eu já vejo como uma coisa, que no fim das contas você não chega a lugar nenhum. É como aquela história:

O homem está deitado na frente da lareira e perto da lareira tem um saco com farinha em cima de uma banqueta. Ele começa então olhar para aquela farinha e pensar:

"se eu vender essa farinha, eu vou comprar dois sacos de farinha, e de dois eu farei quatro, e assim serei o maior vendedor de farinhas dessa região, terei minha empresa, vários funcionários, ficarei rico, e me casarei com a mulher dos meus sonhos, terei 5 filhos..." e assim foi o pensamento dele.

No fim, sem querer ele acabou chutando a banqueta onde estava a farinha e toda ela caiu sobre o fogo da lareira. E assim, com apenas um saquinho de farinha, o homem viajou longe, mas nada que mudasse sua percepção. Foi apenas um devaneio do início ao fim.

Humm entendi seu ponto. Mas agora eu te pergunto: o que examente vc sente quando tem essas coisas? por que pelo o que vc fala parece que vc meio que se entrega a esses pensamentos que causam pânico se entrega ao ponto de não ser forte o suficiente para sair de la quando quer. Outra pergunta: o que exatamente são esses seus pensamentos?
avatar
Mazikamno

Mensagens : 232
Data de inscrição : 23/09/2014

Re: Alguém já?

Mensagem por Mazikamno em Seg Nov 03, 2014 3:50 pm

Laerte escreveu:
Humm entendi seu ponto. Mas agora eu te pergunto: o que examente vc sente quando tem essas coisas? por que pelo o que vc fala parece que vc meio que se entrega a esses pensamentos que causam pânico se entrega ao ponto de não ser forte o suficiente para sair de la quando quer. Outra pergunta: o que exatamente são esses seus pensamentos?

Não é que eu me entrego, também não é frequente e é fácil sair do pânico. Não chega ser forte a ponto de eu não conseguir dominar, mas se eu não conseguisse dominar, tenho a impressão que enlouqueceria. Do tipo, ir cair no manicômio mesmo.

Vai parecer óbvio, vai parecer besta, e você pensando normalmente, dificilmente irá sentir alguma coisa do que eu tentei explicar até agora, mas eu vou contar o caminho de um desses raciocínios. Minha mente pergunta, minha mente responde. Eu começo pensando assim:

Se não existisse a Terra?
Então minha mente responde: "ainda assim existiria os outros planetas."
Se não existisse os outros planetas? Então...

E assim vai o pensamento até que o resultado não é nenhum segredo pra ninguém. E esse é um dos raciocínios que estou usando como exemplo.

Como eu falei, eu sei que é óbvio, que é simples, e olhando assim por cima, não parece ser nada demais, nada incrível e não é mesmo. Eu sei disso.

Porém, o que eu tento explicar é que tudo começa despretensiosamente, muitas vezes eu nem quero pensar nisso, mas você está lá na sua cama, prestes a dormir e surge na sua cabeça um pensamento, como poderia aparecer qualquer outro, contas, trabalho, etc, mas resolve aparecer um sobre o universo, exatamente como contei acima, a partir disso o raciocínio vai se desenvolvendo normalmente, e você lá pensando, perguntando e respondendo, pensando, perguntando e respondendo, tudo para você mesmo, até que chega o momento que parece que você foi atraído para uma cilada, uma rua sem saída, a mente não encontra mais respostas, e o pensamento deixou de ser apenas um pensamento, parece que não te pertence mais, que tu não manda em nada, não tem controle, e então por alguns poucos instantes você começa a vivenciar aquilo com toda a sua existência, é muito forte. Tão forte que cria o medo, o pânico e você procura uma saída e a única saída que encontra é retroceder, você caiu numa realidade sem resposta, então para sair é fácil, você precisa procurar confortos, ilusões, mentiras e tirar o foco de tudo aquilo que você havia pensado. Ilusões do tipo: esqueça isso e viva a vida, ela é bela, Deus é maravilhoso e irá cuidar de você, etc. Até tronco espinhento tu se agarra e usa como conforto se for necessário, é tenso, todas as vezes que eu entrei nessa, eu literalmente saltei da cama.

Faça a experiência, quando for dormir deite na sua cama e comece a pensar sobre isso, eu não garanto que irá acontecer, pode ser que nunca aconteça, mas tente.

Na questão macabra nem vou falar, porque foi apenas uma vez e nem sei como cheguei lá.
avatar
Tandra
Admin

Mensagens : 529
Data de inscrição : 08/08/2014
Idade : 27

Re: Alguém já?

Mensagem por Tandra em Seg Nov 03, 2014 9:04 pm

Mazikamno escreveu: Não é que eu me entrego, também não é frequente e é fácil sair do pânico. Não chega ser forte a ponto de eu não conseguir dominar, mas se eu não conseguisse dominar, tenho a impressão que enlouqueceria. Do tipo, ir cair no manicômio mesmo.

Vai parecer óbvio, vai parecer besta, e você pensando normalmente, dificilmente irá sentir alguma coisa do que eu tentei explicar até agora, mas eu vou contar o caminho de um desses raciocínios. Minha mente pergunta, minha mente responde. Eu começo pensando assim:

Se não existisse a Terra?
Então minha mente responde: "ainda assim existiria os outros planetas."
Se não existisse os outros planetas? Então...

E assim vai o pensamento até que o resultado não é nenhum segredo pra ninguém. E esse é um dos raciocínios que estou usando como exemplo.

Como eu falei, eu sei que é óbvio, que é simples, e olhando assim por cima, não parece ser nada demais, nada incrível e não é mesmo. Eu sei disso.

Porém, o que eu tento explicar é que tudo começa despretensiosamente, muitas vezes eu nem quero pensar nisso, mas você está lá na sua cama, prestes a dormir e surge na sua cabeça um pensamento, como poderia aparecer qualquer outro, contas, trabalho, etc, mas resolve aparecer um sobre o universo, exatamente como contei acima, a partir disso o raciocínio vai se desenvolvendo normalmente, e você lá pensando, perguntando e respondendo, pensando, perguntando e respondendo, tudo para você mesmo, até que chega o momento que parece que você foi atraído para uma cilada, uma rua sem saída, a mente não encontra mais respostas, e o pensamento deixou de ser apenas um pensamento, parece que não te pertence mais, que tu não manda em nada, não tem controle, e então por alguns poucos instantes você começa a vivenciar aquilo com toda a sua existência, é muito forte. Tão forte que cria o medo, o pânico e você procura uma saída e a única saída que encontra é retroceder, você caiu numa realidade sem resposta, então para sair é fácil, você precisa procurar confortos, ilusões, mentiras e tirar o foco de tudo aquilo que você havia pensado. Ilusões do tipo: esqueça isso e viva a vida, ela é bela, Deus é maravilhoso e irá cuidar de você, etc. Até tronco espinhento tu se agarra e usa como conforto se for necessário, é tenso, todas as vezes que eu entrei nessa, eu literalmente saltei da cama.

Faça a experiência, quando for dormir deite na sua cama e comece a pensar sobre isso, eu não garanto que irá acontecer, pode ser que nunca aconteça, mas tente.

Na questão macabra nem vou falar, porque foi apenas uma vez e nem sei como cheguei lá.

Mazi é exatamente isso que ocorre em comigo. A mesma coisa, as mesmas indagações, deito para dormir, e como eu disse da minha cama da para ver o céu, ai eu me apego a qlq ponto fixo brilhando no céu e por ali eu fico, ja teve vez que eu me levantar e ir para a parte da frente da minha casa para ver constelações. Olhar para o céu e pensar sobre o universo, ao contrário do que ocorre com vc, não me assusta, me acalma, é aonde me sinto "em casa". Mas, é isso que vc disse, começo olhando uma estrela, que pode ser um planeta ou um sol fora do nosso sistema, e dali ja imagino e se la tiver vida?? ahh mais se tivesse vida eles ja teriam feito contato! mas, perai nós nunca fizemos contato, logo isso não quer dizer nada. Ah mas, nós não conseguimos chegar até um deles, e temos muita tecnologia para isso, eles tb não conseguiria chegar até aqui. Mas, perai, e quem disse que nossa tecnologia é avançada? pode ser para nós, para eles podem ser brincadeira de criança, e se os conceitos da física que conhecemos for o inicio e o deles é for bem mais profundo?.... e por ai vai.. quando estou nessa vibe se deixar fico a madrugada inteira pensando nisso.

E em uma dessa e que tirei o nome do livro. Vc disse que ficou confuso rsrs, vou tentar explicar mais ou menos. Eu sou apaixonada por aneis, esses aneis de planetas, e tenho uma paixão especial pelo os aneis F de saturno que contém duas luas: pandora e prometeus. O que mais acho interessante nessas luas são suas funções complementares. Enquanto pandora excerce toda sua gravidade para que o anel F não se perca no espaço, prometeus exerce toda sua força para que os aneis F de saturno não entre planeta adentro, por isso são chamadas de luas pastoras por que impedem que os aneis saiam do lugar. Suas funções são extremamente necessárias e complementares. Não se pode ter só pandora ou só prometeus, um sem o outro simplesmente não teria sentindo existir. Um precisa do outro para completar seu serviço rs.

Eu ja estava com minha sinopse feita, ja tinha um direcionamento de como seria a estória do livro, e nesse dia, meio que me senti agraciada por esses pensamentos terem me levado ao meu título. No meu pensamento sem eu nem perceber veio a seguinte frase "e se isso fosse um romance?" E bingo ja tinha o nome do meu livro. Essas luas são como os amantes do meu livro, um depende do outro para existir, um completa o outro. Mesmo que em funções opostas, mas, se completam.

Essas luas têm um movimento sincronizado a gravidade de uma puxa a outra e vice-versa as mantendo sempre lado a lado, por isso com seus movimentos ao redor de saturno elas nunca se cruzaram. Seria como os amantes... andam lado a lado, mas, nunca vão ficar juntos. Não foram feitos para isso.  É um amor impossível. Tão impossível como ter luas em vênus.

As luas de vênus - Vênus não possui luas mas, se tivesse seria eles (os amantes)


_________________
Dalla Riva Consultoria de alimentos. Nossas Soluções em consultoria.
Acesse: www.dallariva.com.br 
avatar
Poseidon

Mensagens : 325
Data de inscrição : 19/09/2014

Re: Alguém já?

Mensagem por Poseidon em Seg Nov 03, 2014 9:28 pm

Tandra vc tem certeza que tem só 25 anos de idade?? Se minha avó te conhecesse ela iria dizer que vc é um corpo novo so que de alma antiga. rs


quanto ao mazikamno eu tb ja tive esses pensamentos meio macabros em que eu era o autor da atrocidade, me senti um lixo depois so de pensar, nunca mais me deixei pensar naquilo.


_________________
O riso é a última fronteira
avatar
morpheus

Mensagens : 276
Data de inscrição : 29/09/2014

Re: Alguém já?

Mensagem por morpheus em Seg Nov 03, 2014 9:34 pm

Tandra e mazikamno vcs têm certeza que não consumiram drogas pesadas?

Enfim o primeiro passo é assumir que precisa de ajuda.
avatar
Mazikamno

Mensagens : 232
Data de inscrição : 23/09/2014

Re: Alguém já?

Mensagem por Mazikamno em Ter Nov 04, 2014 7:57 am

Tandra escreveu:
Mazi é exatamente isso que ocorre em comigo. A mesma coisa, as mesmas indagações, deito para dormir, e como eu disse da minha cama da para ver o céu, ai eu me apego a qlq ponto fixo brilhando no céu e por ali eu fico, ja teve vez que eu me levantar e ir para a parte da frente da minha casa para ver constelações. Olhar para o céu e pensar sobre o universo, ao contrário do que ocorre com vc, não me assusta, me acalma, é aonde me sinto "em casa". Mas, é isso que vc disse, começo olhando uma estrela, que pode ser um planeta ou um sol fora do nosso sistema, e dali ja imagino e se la tiver vida?? ahh mais se tivesse vida eles ja teriam feito contato! mas, perai nós nunca fizemos contato, logo isso não quer dizer nada. Ah mas, nós não conseguimos chegar até um deles, e temos muita tecnologia para isso, eles tb não conseguiria chegar até aqui. Mas, perai, e quem disse que nossa tecnologia é avançada? pode ser para nós, para eles podem ser brincadeira de criança, e se os conceitos da física que conhecemos for o inicio e o deles é for bem mais profundo?.... e por ai vai.. quando estou nessa vibe se deixar fico a madrugada inteira pensando nisso.

E em uma dessa e que tirei o nome do livro. Vc disse que ficou confuso rsrs, vou tentar explicar mais ou menos. Eu sou apaixonada por aneis, esses aneis de planetas, e tenho uma paixão especial pelo os aneis F de saturno que contém duas luas: pandora e prometeus. O que mais acho interessante nessas luas são suas funções complementares. Enquanto pandora excerce toda sua gravidade para que o anel F não se perca no espaço, prometeus exerce toda sua força para que os aneis F de saturno não entre planeta adentro, por isso são chamadas de luas pastoras por que impedem que os aneis saiam do lugar. Suas funções são extremamente necessárias e complementares. Não se pode ter só pandora ou só prometeus, um sem o outro simplesmente não teria sentindo existir. Um precisa do outro para completar seu serviço rs.

Eu ja estava com minha sinopse feita, ja tinha um direcionamento de como seria a estória do livro, e nesse dia, meio que me senti agraciada por esses pensamentos terem me levado ao meu título. No meu pensamento sem eu nem perceber veio a seguinte frase "e se isso fosse um romance?" E bingo ja tinha o nome do meu livro. Essas luas são como os amantes do meu livro, um depende do outro para existir, um completa o outro. Mesmo que em funções opostas, mas, se completam.

Essas luas têm um movimento sincronizado a gravidade de uma puxa a outra e vice-versa as mantendo sempre lado a lado, por isso com seus movimentos ao redor de saturno elas nunca se cruzaram. Seria como os amantes... andam lado a lado, mas, nunca vão ficar juntos. Não foram feitos para isso.  É um amor impossível. Tão impossível como ter luas em vênus.

As luas de vênus - Vênus não possui luas mas, se tivesse seria eles (os amantes)

O meu raciocínio é como eu falei antes a mente pergunta e a mente responde, então ele vai assim:
Pergunta:Se não existisse a Terra?
Resposta: Ainda assim existiria os outros planetas, o sistema Solar.
Pergunta: Se não existisse o sistema Solar.
Resposta: Ainda assim existiriam várias galáxias nesse universo infinito.
Pergunta: E se não existisse o universo? Além do universo, o que há?
Resposta: Não há resposta.

De quebra perde-se todo o sentido, desde nossa própria existência como a existência do próprio universo, e o universo é tudo, e sem o tudo não há nada, não temos para onde correr, nem ilusões como eternidade podem nos dar um sentido.

Então esse é o raciocínio, lendo assim é óbvio, é nada demais, é nada incrível, é normal. Tanto que pensei nele agora ao escrever e nada aconteceu, nada de pânico, tranquilidade total, hehe. E posso pensar nele mil vezes e nada acontecer.

Porém, o que acontece, é que em determinados momentos, sem eu querer, este mesmo raciocínio, idêntico, sem tirar nem por, é sentido por mim de uma maneira totalmente diferente. E é nisso que me refiro neste tópico. Começa despretensiosamente, normalmente, só que no fim, a diferença é que não é um pensar por pensar, no fim eu estou vivenciando aquilo, sentindo para valer o significado daquele pensamento e o que ele quer dizer. Por isso é difícil não entrar em parafuso e se você sentir isso dificilmente se manterá calma ou se sentirá em casa.

Sobre o livro, muito boa a sua ideia, o contexto da história e como se desenvolveu. Parece um romance realmente. Só por um parágrafo já da vontade de ler, hehe. Tem tudo para dar certo!

E a influência da Lua sobre a Terra tem alguma ideia?

Conteúdo patrocinado

Re: Alguém já?

Mensagem por Conteúdo patrocinado


    Data/hora atual: Sab Jul 22, 2017 1:51 pm