ALIMENTE SEU CONHECIMENTO - FÓRUM DE INFORMAÇÕES E NOTÍCIAS RELACIONADAS A ALIMENTOS E SEUS FABRICANTES


Por que cães e gatos dos dias atuais ficam mais doentes do que antigamente?

Compartilhe
avatar
Borg
Admin

Mensagens : 774
Data de inscrição : 08/08/2014

Por que cães e gatos dos dias atuais ficam mais doentes do que antigamente?

Mensagem por Borg em Dom Out 19, 2014 2:32 pm

Essa é uma pergunta que já vi sendo feita inúmeras vezes... quem teve cachorro há 20, 30 anos atrás tem a percepção de que eles duravam muito mais... Hoje é comum ver cães que antigamente duravam 15 anos terem no máximo 10, 11 anos de vida, mesmo com toda a tecnologia e ciência aplicadas no bem-estar dos animais de estimação...

Alguém arrisca um palpite a respeito? Ou simplesmente discorda do tópico, entendendo que hoje eles duram mais do que antigamente?
avatar
Joelma

Mensagens : 22
Data de inscrição : 03/10/2014
Idade : 49
Localização : PARACATU - MG

Re: Por que cães e gatos dos dias atuais ficam mais doentes do que antigamente?

Mensagem por Joelma em Qui Out 23, 2014 8:03 pm

Borg, eu arrisco a dizer que é exatamente ao contrário, hoje em dia os cães estão vivendo mais  inclusive para dar veracidade ao meu argumento vou colar parte de um texto sobre o assunto que foi publicado no G1 (oportunamente passo o site):
"Cláudio Yudi disse que atualmente os animais estão vivendo mais e, com isso, acabam surgindo mais frequentemente doenças que são comuns ao homem, acometidas pela velhice. E para prevenir, ele alerta que é preciso que o dono sempre fique atento à vacinação, bem como a alimentação. Segundo ele, até o final da década de 90 os cães viviam, em média, de oito a 10 anos e, hoje, passou para cerca de 12 anos.
De acordo com Yudi, o dono precisa dar uma ração comercial, que é nutricionalmente equilibrada, mas também deve ficar atento para não haver excesso. “Por incrível que pareça o que antigamente faltava na alimentação dos animais agora está exagerado. Antes as pessoas tinham o costume de dar fubá cozido, que é conhecido como angu e resto de açougue como muchiba e não davam o principal, que é a proteína e isso acabava influenciando em uma vida menor. Mas agora os cães estão comendo ração em excesso e isso também não é bom", alertou. Ainda segundo o veterinário, o uso de substâncias tóxicas, venenos e herbicidas próximos dos cães são fatores que facilitam o aparecimento do câncer. “É preciso também tomar cuidado com o sol por causa do câncer de pele, principalmente em animais brancos, evitar a obesidade e não fumar perto dele, porque está provado que ele acaba sendo um fumante passivo. Além disso, a vacina que evita o cio da cadela, conhecida como anticoncepcional, aumenta o risco de câncer de mama. O ideal é castrá-la. Escovar os dentes deles e praticar atividades físicas é bom também para prevenir”, recomendou.
http://g1.globo.com/minas-gerais/triangulo-mineiro/noticia/2012/12/cancer-e-cada-vez-mais-comum-nos-caes-em-uberaba-mg.html. Quem tiver a oportunidade entre na matéria e leia na íntegra, vale a pena.
Eu acho que os cães vivem mais hoje em dia por causa do leque de opções nutricionais que temos hoje e também as doenças que, hoje, temos muito mais recursos para curar do que antigamente, esa matéria é um exemplo do que estou dizendo, e também tem doença canina que já foi até erradicada em alguns Estados como por exemplo, em SP não se houve falar em leishmaniose, enquanto que, aqui em minha cidade é surto, praticamente 90% dos animais abandonados estão infectados, existe caso de morte aqui por essa doença e o Governo de MG nem se coça, sendo que já existe vacina para esse tipo de doença mas não disponibiliza para o povo de graça, para vacinar um cão contra tal patologia, custa na faixa de R$ 90,00 cada dose em um total de três doses.
avatar
Borg
Admin

Mensagens : 774
Data de inscrição : 08/08/2014

Re: Por que cães e gatos dos dias atuais ficam mais doentes do que antigamente?

Mensagem por Borg em Qui Out 23, 2014 8:47 pm

Joelma, a minha experiência me dá uma percepção diferente... eu tive, desde que nasci até meus 25 anos, cerca de 12 cachorros da raça pequinês, atualmente bastante rara, mas na época bem comum. A gente não tinha dinheiro pra vacina, consulta em veterinário periódicamente.. ração na época era bonzo...  todos eles duraram entre 15 e 16 anos, apenas 1 morreu antes pq foi envenenado por um ladrão. Ouço de pessoas que tiveram cães desde a infância a mesma coisa, relatos de cachorros atualmente tendo doenças de maneira precoce, precisando de N intervenções e medicações... muita gente relacionando a massificação da ração como provável agente causador... existe hoje uma corrente cada vez mais forte que recomenda a comida caseira para o cachorro, com certos cuidados de fabricação... a minha come ração e acaba comendo comida caseira tb, pq ela fica numa casa onde existem os 2 mundos... o atual que só dá ração e o clássico que faz frango, arroz e carne direto pra ela... a cachorrinha acaba se dando bem pq comigo é só ração.

É lógico que a gente tb não pode deixar de lembrar que antigamente o cachorro não tinha o acesso que tem hoje a diagnósticos modernos e medicações exclusivas, antigamente era comum usarem creolina em ferida na pele, medicação humana em menor dose, e o pior, o cachorro muitas vezes estava doente e ninguém percebia pq eles normalmente só dão o alerta de doença quando já estão bem baleados...

Eu tb posso dar como exemplo a minha cachorra... ela precisa de shampoo especial fungicida, ração balanceada, colírio diariamente, precisa tomar banho a cada 7 dias, inclusive no inverno... eu costumo brincar com o fato de que adotei uma mestiça de cocker que faz xixi e cocô que nem Mastin napolitano e que no primeiro mês saiu mais cara do que um filhote de King Charles Cavalier, kkkkkkkkkkkkk  Isso tudo era inédito pra mim até então, e quando a adotei estava desempregado, imagine as noites de insônia pensando em como pagar toda aquela conta inesperada de remédios, consultas, exames...

Na verdade... eu tenho muito medo das novas marcas de rações. Não pela constituição ou pela pesquisa feita em laboratório, mas sim pela ganância empresarial... se no ramo de alimentos podemos dizer que 85% dos produtos industrializados não são fiéis ao que está escrito nos dizeres das embalagens, imagine no segmento de rações, que ainda não possui setor específico de fiscalização no ponto de venda e vive de denúncias onde a morte rolou solta... Hoje a gente vai em pet shops de maior porte e encontra um número cada vez maior de marcas de rações de tudo quanto é tipo, algumas com uma agressividade de preço bem convidativa... somos o 2° mercado no mundo, descobriram uma mina de ouro e onde tem ouro sempre aparece algum malandro tentando empurrar pirita aos incautos... e nessa malandragem quem paga o pato é justamente o animal de estimação...

Tenho medo da falta de seriedade do Brasileiro.
avatar
Dartagnan

Mensagens : 111
Data de inscrição : 28/08/2014
Localização : Rio de Janeiro

Re: Por que cães e gatos dos dias atuais ficam mais doentes do que antigamente?

Mensagem por Dartagnan em Ter Dez 09, 2014 8:37 pm

Minha percepção é a mesma do Borg. E com pequinês mesmo. Minha tia tinha vários...uns 8. E eu quando pequeno brincava com todos. Um deles tinha 18 anos (era mais velho que eu na época), já tava cego e tudo, mas eu adorava ele, até em parte por achar incrível ele ser mais velho que eu Very Happy . E 18 anos pra cachorro é tempo pra caramba. Seja hoje ou naquela época.

Tem outros exemplos, mas esse é o que eu lembro melhor. Eu não sei se existem estudos relacionando expectativa de vida de cães e gatos com a tecnologia disponível, mas nossa percepção pode ser diferente por N motivos. A gente pode não ter acompanhado esse assunto tão bem na época, os dados disponíveis eram mais escassos, etc....

Mas falando só em PERCEPÇÃO pessoal, e aí é de cada um...falando curto e grosso, pq gosto de chamar as coisas pelo nome: UM dos motivos PODE ser o excesso de frescura pra cuidar de um bicho, que muitos confundem com amor e cuidado. Dá pra traçar até um certo paralelo com seres humanos mesmo. É sabido que os SRD, ou seja, vira-latas, são mais resistentes que os poodle de madame, que são tratados melhor do que um filho. E isso é muito simples de entender. Eles se sujam, brigam na rua, comem qualquer merd# que tiver numa lixeira (ainda que tenham dono, em alguns casos). Eles não vão a dentista, spa, não tomam antibióticos, não têm Facebook nem porr# nenhuma Mad . O corpo se adapta a essas condições.

Não tô falando que todos devam jogar seus bichos na rua, ou dar um treino de legião estrangeira pra eles. Eu também gostava de cuidar bem dos meus bichos (atualmente não tenho), mas sem exageros. Aquela velha história de a diferença entre remédio e veneno ser a dose... Cool .


_________________
Pense positivo. Não te garanto que tudo irá dar certo. Mas com certeza pensar negativo será pior...
avatar
Borg
Admin

Mensagens : 774
Data de inscrição : 08/08/2014

Re: Por que cães e gatos dos dias atuais ficam mais doentes do que antigamente?

Mensagem por Borg em Qui Dez 11, 2014 9:46 pm

O SRD é a melhor expressão da teoria da evolução das espécies, onde a seleção natural gera descendentes mais aptos a sobreviver, enquanto que a seleção assistida gera descendentes mais bonitos, porém mais frágeis e menos capacitados a sobreviver.


Conteúdo patrocinado

Re: Por que cães e gatos dos dias atuais ficam mais doentes do que antigamente?

Mensagem por Conteúdo patrocinado


    Data/hora atual: Ter Dez 12, 2017 3:34 am